Previsões Eleições EUA

Longa Jornada Noite Adentro hoje na apuração norte-americana. Essa é minha previsão. Provavelmente os resultados só serão conhecidos quarta de manhã e resultados finais durante a semana. Lá vem textão de estado a estado. Mas no fim fui moderado na moderaçào: mesmo com uma virada de Trump e ele indo melhor do que nas pesquisas… perde por 268-270. No senado, os democratas que atualmente estão em desvantagem (47×53), viram para 50×48 e as duas corridas na Geórgia vão para segundo turno em janeiro, cada uma indo para um partido: 51×49.

Spoiler: em 2004 no meu fotolog eu também apostei em Kerry 270×268 Bush e deu Bush 286-252 x Kerry…

Vamos lá como cheguei nos números e coisas para ficar atento.

15 estados votam azul desde 1992 e 13 deles deve dar uma vitória larga para Biden: California (55), Connecticut (7), Delaware (3), Havaí (4), Illinois (20), Maryland (10), Massachusets (11), Nova Jersey (14), Nova York (29), Oregon (7), Rhode Island (4), Vermont (3) e Washington (12). DC (3) com menos de 90% democrata é perigo! A vitória mais difícil foi em 1980 com 74,89%. Dai já tem 182 votos.

Maine é outro que vota democrata desde 1992 e enquanto a vantagem diminuiu, deve dar 3 dos 4 votos para Biden. Colorado (9)e Virginia (13) eram republicanos na Era Bush, mas desde então se consolidaram como democratas, assim como Novo México (5). New Hampshire (4), com exceção de 2000 vota sempre democrata. Biden chega a 216.

Minnesota (10) foi o único estado a votar democrata em 1984 (lembre-se, DC não é estado e os democratas querem transformá-lo em estado, assim como Porto Rico, mas ai é outa história) e portanto tem a maior streak democrata, desde 1976. Trump quase virou em 2016, mas em 2020 ele tá mais distante. Mesma coisa de Nevada (6), outro estado Bushiano que Obama conseguiu manter como azul em 2016 e deve votar em Biden. Todos olhos vão para Michigan (16) e Wisconsin (10), anteriomente considerados seguros para o PD, mas que Trump levou e devem votar no Biden. Daí chegamos a 258. Segura o número.

No lado republicano, Trump deve levar com grande folga Nebraska (4), Arkansas (6), Louisiana (8), Tennessee (11), Alabama (9), Idaho (4), Kentucky (8), Dakota do Norte (3) e do Sul (3), Oklahoma (7), Virgina Ocidental (5) e Wyoming (3): 71 votos. Indiana (11) que votou em Obama em 2008 mas voltou para controle republicano em 2012 e Mississippi (6) também devem ir com folga para Trump: 88. Não espere resultado apertado, mas estou curioso pela diferença de Trump para Biden em Kansas (6) e Utah (6). O maximo que um democrata conseguiu desde 1972 em Utah foi Obama com 34.41. em 1968, Hubert Humphey levou 37.07; Biden aparece perdendo por 41,7×55,7. Em Kansas, se Biden fizer mais do que 41,65 de Obama em 2008 vai ser muito e ele está com 45,7% na pesquisas.

Já com 100 votos, Trump tem folga também em: Montana (3), onde a vantagem tem diminuído e Clinton levou em 1992, Carolina do Sul (9) que vota republicano desde 1980, Missouri (10), onde Clinton venceu duas vezes e Obama quase levou em 2008 e Alaska (3). Alaska é um dos quatro únicos estados fora da Muralha Azul em que Donald Trump teve forte queda em relação a Mitt Romney. Joe Biden pode fazer a melhor campanha democrata desde 2008 e talvez o aquecimento global e políticas de petróleo podem transformar o Alasca em um estado decisivo e muito vai depender desta eleição. Lembrando que para os moradores é bom que o estado seja competitivo, já que traz atenção nacional e dos políticos para os problemas locais.

Bem, daí Trump tem 125 votos. 13 estados são considerados competitivos este ano, entre eles New Hampshire, Maine, Minnesota, Michigan e Wisconsin que já falamos. O único estado em que Trump deve levar com certa folga ainda é Texas (38). As pesquisas apontam vitórias apertadas (50,2×48,9), mas Tump deve chegar aos 163 votos. E lembre-se, Biden tá com 258. 

Ohio e Iowa são autênticos swing states, que mudam os votos durante os anos. Iowa com 6 votos não parece influenciar tanto, mas…  Ohio com seus 18 votos tem a tendência de apontar o rumo da nação e desde 1964 quem vence lá ocupa a Casa Branca. Trump venceu com folga em 2016 e pesquisas sempre mostraram empate ou indecisão, mas em geral favorecendo os republicanos. Mais 24 pra conta de Trump: 187×258.

Georgia (16) e Florida (29) são estados vizinhos sulistas. Georgia vota republicano desde 1996 e Florida caminha com o vencedor nacional desde 1996. Georgia pode ter a melhor votação para um democrata desde Jimmy Carter – que é de lá – em 1980.  Biden liderou brevemente e Trump nunca decolou, mas acho que ainda leva. Biden SEMPRE liderou Florida, e chega com 50,8×48,5 MAS acho que Trump leva aqui também, talvez por muito pouco, coisa de 48,85×48,84 de Bush v. Gore em 2000. Daí Trump vai para 232 e Biden fica em 258. Se Biden vencer Ohio, Florida ou Georgia e aqueles acima em que é claramente favorito, fecha a conta.

Carolina do Norte (15) tinha uma vantagem de 3 pontos para Biden, mas últimas pesquisas o colocam 2 pontos a frente. Nos últimos 40 anos só Obama venceu em 2008 e perdeu em 2012. As pesquisas ou dizem empate ou levemente democrata, mas eu aposto em Trump aqui que chega a 247. De novo, vencendo aqui, Biden fecha a conta.

Daí, chegamos na Pensilvania (20), que votou democrata entre 1992-2016, e onde Hilary Cliton sentia-se segura… com 5 pontos nas pesquisas. Biden também tem vantagem de 5 pontos, e chegou a 7 duas semanas atrás. Todos números e pesquisas botam Biden e Biden vencendo aqui praticamente assegura a vitória, mas meu instinto aponta para vitória de Trump, que chega a 267 pontos e vira diante de Biden com 258. Lembando que os votos pelo correio vão demorar a ser contados, então Trump pode ter uma liderança pequena na noite de terça / manhã de quarta e sofrer virada enquanto votos por correios chegam e são contados. E claro… acionar a justiça. 

Daí falta só Arizona (11), que vota republicano desde 1952, com exceção de Bill Clinton em 1992, com 46,52%, contra 44,29% de Bob Dole e 7,98% de Ross Perot. Lyndon Johnson conseguiu 49,45% em 1964, perdendo por menos de 5 mil votos. Mas estranhamente, pesquisas apontam que Joe Biden pode ser o primeiro democrata desde Henry Truman a ter mais de 50% de votos no estado e levar. Aposto que Biden vence e chegue a 269 votos, contra 267 de Trump. Mas pera, não precisa de 270?

É que Nebraska e Maine dão 2 votos para o vencedor estadual e um voto por vencedor distrital. Maine é principalmente democrata e Nebraska republicana, com exceção do 2º distrito de ambos. Trump rompeu vitórias democratas no segundo distrito de MAine em 2016 com 51×41. Pesquisas apontam leve vantagem de Biden, mas… vou de Trump aqui que chega a 268×269 :O

Daí aproveito para responder: E se der empate? A Presidente Selina em “Veep” (série genial, aliás), vítima de empate, reclama de não terem criado um número ímpar de delegados. Dando empate, a Câmara de Deputados escolhe o Presidente e o Senado escolhe o Vice. 

Enquanto os democratas tem uma larga vantagem e deve continuar a ter na Câmara dos Deputados, cada estado tem um voto, e aí os republicanos passam a ter pequena vantagem, mas claro vai depender do Congresso eleito hoje.

No Senado, vantagem republicana de 53 a 47 deve cair. 12 cadeiras democratas estão em jogo e os republicanos devem virar no Alabama. Por outro lado, 23 cadeiras republicanas estão em jogo, com 7 delas seriamente disputadas: democratas são favoritos para virar em Arizona, Colorado, Maine e Carolina do Norte. Assim, os democratas ganham 3 (50×50) e outras 3 estão indefinidas. No Iowa, o candidato democrata é levemente favorito a tomar a vaga do republicano, mas provavelmente o resultado será bem próximo ao resultado presidencial. Aposto em vitória republicana. 

Daí as duas cadeiras restantes são na Geórgia. Uma delas apresenta leve vitória do candidato republicano de 49,3% contra 49%, mas se nenhum candidato chegar a 50% há segundo turno em janeiro. Mesma coisa na outra, corrida especial para repor a vaga de um político aposentado, em que há mais de um candidato republicano e democrata. Provavelmente nenhum chega a 50% mas o candidato democrata que passar é considerado favorito. Novamente, os resultados na eleição presidencial da Georgia terão efeitos aqui. 

Enfim, aposto que democratas tenham 50 cadeiras e republicanos 48 e cada um vença mais uma na Georgia em janeiro (51×49). Agora e se der 269×269 para Presidente e 50×50 no Senado, quem é o vice? não sei…

Mas voltando para nossa simulação presidencial… no voto que faltava, segundo distrito de NEbraska, onde fica Omaha… pesquisas aponta vantagem de 4,5 pontos para Biden e acho que leva, fechando em 270×268.

Exatamente mesmo placar que apostei no eu fotolog em 2004, e  Bush venceu por 286-252  cuidado… https://web.archive.org/web/20041130094214/http://www.fotolog.net/nagime/?photo_id=8525314

Leave a comment

Filed under Uncategorized

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s