#Desafio REF @dia9- “A Flor do Pântano” (“Tammy and the Bachelor”, 1957, Joseph Pevney)

Demorou, mas chegou: primeiro filme bem bobo do livro, “A Flor do Pântano” é um filme bem esquecível e total veículo para Debbie Reynolds, interpretando uma menina do interior com 17 anos e sonhos de grandeza, de conhecer o mundo, mas ainda ligada a seus valores familiares. Rubens admite que a fita é ingênua e uma “sessão da tarde de antigamente”, e justifica sua seleção pela presença de Debbie. Por mais que eu adore ela e ela disparada é a melhor coisa do filme (Leslie Nielsen, décadas antes do sucesso em Corra que a polícia vem ai, é meio canastrão, mas não estraga), não vejo muitos méritos no filme. Mas convenhamos que é menos irritante que atentando aos astros de “Cantando na Chuva” é menos irritante que a série “E a mula falou”, estrelada pelo Donald O’Connor/. De qualquer maneira como eu digo ao D., é um filme que eu nunca veria, provavelmente, se não fosse pelo livro do Rubens… mas como diria Ariana Grande, thank you, next!

Leave a comment

Filed under Cinema, Críticas

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s