Melhores Filmes #5 – 1930

A princípio eu iria continuar a lista com 1899, depois de revelar os meus filmes favoritos entre 1895 e 1898. Mas como a maioria é de curtas-metragens, que eu precisava ver para fazer tal lista e isso demanda um tempo, resolvi pular e partir para os longas. Logo, surgiu a primeira dúvida: Incluir curtas e médias na lista ou restringir aos longas? Resolvi que por diversos motivos, particulares, subjetivos, não conseguiria comparar imparcialmente um curta e um longa (assim como séries de tv e filmes para internet, no futuro, talvez). Portanto, resolvi que seria uma lista apenas de longas. Na minha concepção, um curta tem até 29 minutos, um média entre 30 e 59 e um longa a partir de 60 minutos.

Sigo indicando abaixo, a lista de melhores filmes, segundo o site de compilações Rate Your Music. Como a quantidade de filmes sobreviventes a partir dos anos 20 aumentou bastante, resolvi indicar a lista dos 20 melhores filmes. Daí surgiu a mesma dúvida: 20 longas ou 20 filmes? Resolvi então indicar os 20 melhores longas, e todos os outros filmes que estivessem entre eles. Assim, para alcançar os 20 longas, acabaram sendo listados 34 filmes. Em 1930, também já existia a primeira grande premiação do mundo do cinema ocidental, o Oscar. Nos primeiros anos, eles aconteciam no fim do ano, e os filmes de 1930 competiram em dois eventos diferentes. Não fiz divisão, inclui todos os filmes de 1930 indicados ao Oscar de melhor filme e vencedores de estatuetas em outras categorias.

Os filmes não vistos entram numa lista que eu tenho de “Filmes a Ver no ano”, ganhando certa prioridade. Acompanhemos quantos destes filmes que eu não vi (26 de 37 no total, eu sei, uma vergonha) eu verei.

Agora, finalmente quanto aos filmes vistos! Em 1930, não poderia fazer uma lista de 20 melhores filmes, pois eu vi justamente 20 longas, e seria desinteressante (para mim) listar todos. Vi quatro curtas também. Indiquei também cinco nomes em ordem para direção, ator, atriz, ator coadjuvante e atriz coadjuvante (na verdade 4, foi difícil para mim lembrar de um quinto nome forte – inclusive porque alguns dos filmes eu não vejo há muito tempo, como Marrocos). Indiquei um vencedor também para Roteiro original, roteiro adaptado, elenco, trilha sonora, canção original, montagem, fotografia, direção de arte, figurino, maquiagem, som, efeitos visuais, coletânea de músicas, cena e melhor curta.

Ao final indiquei os outros filmes vistos que não entraram no top10. O melhor filme ganhou com larga vantagem. City Girl, o melhor Murnau a existir, levou em 9 categorias. As outras foram divididas principalmente entre Sem Novidade no Front (com 3 prêmios), Marrocos e Monte Carlo (2 prêmios). O Anjo Azul, A Esposa de uma Noite, Monte Carlo (único a não ter entrado top10), Sob os Tetos de Paris e Terra também levaram um prêmio. 3 filmes no top10 saíram sem, inclusive um top5, justamente o quinto colocado, Beauty Prize, indicado a melhor atriz. Enquanto Borderline Fui Reprovado, Mas… (visto em fragmentos que restaram) não foram indicados em outras categorias, Assassinato Sangue Mineiro não entraram no top10 mas foram lembrados nas categorias de atuação.

MELHOR FILME


  1. City Girl (City Girl, 1930, EUA) de F. W. Murnau

  2. Sem Novidade no Front (All Quiet on the Western Front, 1930, EUA) de Lewis Milestone
  3. A Esposa de uma Noite (Sono Yo No Tsuma, 1930, JAP) de Yasujirô Ozu

  4. O Anjo Azul (Der Blaue Engel, 1930, ALE) de Josef von Sternberg

  5. Beauty Prize (Prix de Beauté (Miss Europe), 1930, FRA) de Augusto Genina

  6. Terra (Zemlya, 1930, URS) de Aleksandr Dovzenkho

  7. Sob os Tetos de Paris (Sous les toits de Paris, 1930, FRA) de René Clair

  8. Marrocos (Morocco, 1930, EUA) de Josef Von Sternberg
  9. Borderline (Borderline, 1930, RUN) de Kenneth MacPherson

  10. Fui Reprovado, Mas… (Rakudai wa Shitakeredo, 1930, JAP) de Yasujirô Ozu 

DIREÇÃO

  1. F. W. Murnau, “City Girl”

  2. Yasujirô Ozu, “A Esposa de uma Noite”

  3. Lewis Milestone, “Sem Novidade no Front”

  4. Josef von Stenberg, “O Anjo Azul”

  5. René Clair, “Sob os Tetos de Paris”

ATOR

  1. Emil Jannings, “O Anjo Azul”

  2. Charles Farrell, “City Girl”

  3. Lew Ayres, “Sem Novidade no Front”

  4. Herbert Marshall, “Assassinato”

  5. Tokihiko Okada, “A Esposa de uma Noite”

ATRIZ

  1. Mary Duncan, “City Girl”

  2. Marlene Dietrich, “O Anjo Azul”

  3. Emiko Yagumo, “A Esposa de uma Noite”

  4. Marlene Dietrich, “Marrocos”

  5. Louise Brooks, “Beauty Prize”

ATOR COADJUVANTE

  1. Louis Wolheim, “Sem Novidade no Front”

  2. David Torrence, “City Girl”

  3. Fuyuki Yakamoto, “A Esposa de uma Noite”

  4. John Wray, “Sem Novidade no Front”

  5. Adolphe Menjou, “Marrocos”

ATRIZ COADJUVANTE

  1. Edith York, “City Girl”

  2. Zasu Pitts, “Monte Carlo”

  3. Pola Illéry, “Sob os Tetos de Paris”

  4. Neita Ney, “Sangue Mineiro”

ROTEIRO ORIGINAL

Yasuijô Ozu, “A Esposa de uma Noite”

ROTEIRO ADAPTADO
Marlon Orth, Berthold Viertel, H.H. Caldwell, Katherine Hilliker, “City Girl”

ELENCO

“Sem Novidades no Front”

TRILHA SONORA

Arthur Key, “City Girl”

CANÇÃO

“Beyond the Blue Horizon”, “Monte Carlo”.

Música de Richard A. Whiting, W. Franke Harling. Letras de Leo Robin. Interpretada por Jeanette MacDonald

MONTAGEM

Aleksandr Dovzhenko, “Terra”

FOTOGRAFIA

Günther Rittau, “Marrocos”

DIREÇÃO DE ARTE

Harry Oliver, “City Girl”

FIGURINO

Tihamer Varady, “Marrocos”

MAQUIAGEM

“Sem Novidades no Front”

SOM

W. Morhenn, Hermann Storr, “Sob os Tetos de Paris”

EFEITOS VISUAIS

“City Girl”

COLETÂNIA DE MÚSICAS

“Monte Carlo”

CENA

Ela entrando em seu studio, “City Girl”

MELHOR CURTA

Um Marinheiro Distraído (Hog Wild, 1930, EUA) de James Parrott

 OUTROS FILMES DE 1930 VISTOS

A Grande Jornada (The Big Trail, 1930, EUA) de Raoul Walsh

American Woman (Amerikanka, 1930, URS) de Leo Esakya

Amor nos Anos 2000 (Just Imagine!, 1930, EUA) de David Butler

Assassinato (Murder!, 1930, RUN) de Alfred Hitchcock

(curta) Filhos de Peixe (Brats, 1930, EUA) de James Parrott

Lábios Sem Beijos (1930, BRA) de Humberto Mauro

Marchar com Alegria (Hogaraka ni Ayume, 1930, JAP) de Yasujirô Ozu

Monte Carlo (Monte Carlo, 1930, EUA) de Ernst Lubitsch

(curta) Our Baseball Game (Oira no yakyû, 1930, JAP) de Yasuji Murata

Sangue Mineiro (1930, BRA) de Humberto Mauro

The Doomed (Gantsirulni, 1930, URS) de Lev Push

The Medicine Man (1930, EUA) de Scott Pembroke

(curta) Village Festival (Muramatsuri, 1930, JAP) de Noburo Ofuji

———————————————————————–

Os 34 melhores filmes (20 longas, 3 médias, 11 curtas) segundo o Rate Your Music

1- (9,5) O Anjo Azul

2- (9,5) Sem Novidade no Front

3- (NV) A Idade do Ouro (L’âge d’or, 1930, FRA) de Luis Buñuel

4- (NV) Os Galhofeiros (Animal Crackers, 1930, EUA) de Victor Heerman

5- (NV) O Sangue de um Poeta (Le Sang d’un poète, <b>1932</b>, FRA) de Jean Cocteau (Média)

6- (8) Terra

7- (10) City Girl

8- People on Sunday (Menschen am Sonntag, 1930, ALE) de Curt Siodmark, Robert Siodmark, Edgar G. Ulmer, Fred Zinnemann

9- (8) Marrocos

10- (NV) À Propos de Nice (À propos de Nice, 1930, FRA) de Jean Vigo (Curta)

11- (NV) O Sal Para Svanetia (Jim Shvante (marili svanets), 1930, URS) de Mikhail Kalatozov (Média)

12- (NV) Anjos do Inferno (Hell’s Angels, 1930, EUA) de Howard Hughes

13- (8) Sob os Tetos de Paris

14- (7,5) Filhos de Peixe

15- (8) Um Marinheiro Distraído

16- (NV) A Patrulha da Madrugada (The Dawn Patrol, 1930, EUA) de Howard Hawks

17- (NV) Outra Encrenca (Another Fine Mess, 1930, EUA) de James Parrott (Curta)

18- (5,5) A Grande Jornada

19- (NV) Gatos Escaldados (Night Owls, 1930, EUA) de James Parrott (Curta)

20- (NV) The Golf Specialist (The Golf Specialist, 1930, EUA) de Monte Brice (Curta)

21- (NV) Noites de Farra (Blotto, 1930, EUA) de James Parrott (Curta)

22- (NV) Anna Christie (Anna Christie, 1930, EUA) de Clarence Brown

23- (6) Assassinato

24- (NV) Frio Siberiano (Below Zero, 1930, EUA) de James Parrott (Curta)

25- (NV) A Divorciada (The Divorcee, 1930, EUA) de Robert Z. Leonard

26- (NV) Aimless Walk (Bezucelná Procházka, 1930, TCH) de Alexander Hammid (Curta)

27- (NV) The Cuckoo Murder Case (The Cuckoo Murder Case, 1930, EUA) de Ub Iwerks (Curta)

28- (NV) O Presídio (The Big House, 1930, EUA) de George W. Hill

29- (NV) The Unholy Three (The Unholy Three, 1930, EUA) de Jack Conway

30- (7,5) Borderline

31- (NV) Noite de Paz (The Laurel-Hardy Murder Case, 1930, EUA) de James Parrott (Média)

32- (NV) Light Spill: Black/White/Gray (Ein Lichtspiel schwarz weiss grau, 1930, ALE/URS) de László Moholy-Nagy (Curta)

33- (NV) Primeiro os Pés (Feet First, 1930, EUA) de Clyde Bruckman

34- (NV) A Festa de São Jorge (Prazdnik svyatogo Yorgena, 1930, URS) de Yakov Protazanov

——————

Filmes de 1930 indicados ao Oscar nas duas cerimônias (de 1930 e 1931)

Indicados a categoria de melhor filme:

(NV) A Divorciada

(NV) O Presídio

(9,5) Sem Novidade no Front (Vencedor)

Vencedores em outras categorias:

(NV) A Divorciada (Atriz)

(NV) A Patrulha da Madrugada (Roteiro Original)

(NV) Com Byrd no Pólo Sul (With Byrd at the South Pole, 1930, EUA) de Jesse L. Lasky, Adolph Zukor, Joseph T. Rucker, Williard Van der Veer (Fotografia)

(NV) Min and Bill (Min and Bill, 1930, EUA) de George W. Hill (Atriz)

(NV) O Presídio (Roteiro, Som)

(NV) O Rei do Jazz (King of Jazz, 1930, EUA) de John Murray Anderson (Direção de Arte)

(9,5) Sem Novidade no Front (Filme, Direção)

Leave a comment

Filed under Cinema, Listas

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s