Diablo Cody ataca mais uma vez…

 

“Jovem Adulto” (“Young Adult”, 2011, EUA) de Jason Reitman 3,5/10

Mavis Gary (Charlize Theron) é uma escritora de livros para pré-adolescentes (ou “jovem adulto” como é conhecido o gênero literário) que enquanto enfrenta uma deadline cada vez mais próxima passa noites bebendo em Minneapolis e tendo encontros casuais com homens que não a atraem. Ao receber um e-mail da esposa do ex-namorado de colégio com a foto do bebê do casal recém-nascido, entra em colapso e decide retornar à cidade-natal em busca de reatar o antigo relacionamento.

Em paralelo a história, Mavis finalmente escreve o último livro da saga “Waverly Prep”, e aparentemente tem plena consciência da má qualidade da história, sendo provavelmente uma das razões de estar em estado tão depressivo. O filme, porém, não percebe isso. O roteiro de Diablo Cody insere várias passagens do livro que escritas por Mavis no passo-a-passo de seu plano deveriam transparecer o estado de espírito da protagonista, como uma bela metáfora que nunca funciona.

O filme segue uma fórmula quase grosseira, com personagens sem nenhum desenvolvimento e que entram em cena apenas para cumprir uma função óbvia na trama, especialmente no caso de Patton Oswalt, como um antigo colega de classe que serve como alguém para criar um relacionamento real com Mavis e lhe dizer o que está acontecendo no mundo real. Por vezes eu fiquei pensando em como seria genial se descobríssemos que ele fosse apenas um produto da imaginação de Mavis para suportar sua solidão, mas não, era um produto de uma roteirista fraca mesmo.

Jason Reitman até que tenta salvar, mas não tem muito sucesso. Alguns planos são bem elaborados, geralmente envolvendo suas escapadas para redes de fast food onde escreve seu livro e as primeiras cenas dela em Minneapolis, tentando se encaixar na cidade grande. Os atores são bons, mas ninguém se destaca. Theron, a ex-“it girl” de filmes ruins continua a provar que pode ser uma boa atriz e tem uma boa caracterização de Mavis, mas lhe faltou um bom material para trabalhar.

 

Leave a comment

Filed under Críticas

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s