Previsões para indicações ao SAG 2012

Amanhã tem a largada verdadeira da corrida dos Oscar. Depois das listas de críticos, que confirmaram que a corrida ainda está bem embolada em torno de uns 7 filmes (The Artist, Hugo, War Horse, The Descendents, The Tree of Life, The Help e Extremely Loud and Incredibly Close em especial). Como os indicados ao Oscar esse ano serão entre 5 e 10 é fundamental para os filmes que estão a margem entrarem em elenco no SAG para que passam a ser favoritos por uma indicação à categoria principal (Meia-Noite em Paris, Moneyball talvez seriam certezas se fossem 10 indicados).

Outros nomes contam com uma indicação ao SAG para dar impulso as candidaturas, caso de Leonardo Di Caprio, Gary Oldman, Vanessa Redgrave e Ben Kinglsey. Minha torcida fica para “Shame” (Michael Fassbender em ator e Carey Mulligan como atriz coadjuvante. elenco é sonhar muito né?), “Meia-Noite em PAris” (elenco) e “The Tree of Life” (Jessica Chastain em atriz coadjuvante, Brad Pitt em ator coadjuvante e elenco).

Segue abaixo as minhas previsões e análises das categorias. É raro mas pode acontecer (especialmente em elenco) de termos 6 candidatos por categoria então inclui uma alternativa e que serviria se as 6 vagas entrarem. O anúncio dos indicados acontece as 6h horário de Los Angeles, nesta quarta-feira, dia 14 (12h horário de Brasília).

ELENCO

The Artist
The Descendents
The Help
Hugo
The Tree of Life
6- War Horse

Análise & Torcida

É uma categoria sempre meio complicada, pois é difícil saber como os eleitores vão pensar na hora de votar: Existem sempre três variáveis nas quais se enquadram os filmes: A primeira e a mais certa do filme conseguir uma indicação é ter um elenco grande e com indicações individuais. É o caso de “The Artist”, “The Help” e “The Descendents”, que me parecem certos.

Existem também os filmes em que existem muitas atuações fortes mas por algum problema na corrida do Oscar, nenhuma aparenta ser forte o suficiente em sua categoria. É aqui que costumam acontecer as maiores surpresas na categoria. Parece ser o caso de “Hugo”, mas também pode ajudar ” J. Edgar”, ” Meia-Noite em Paris”, ” Margin Call” ou até surpresas como “Como Matar meu Chefe”. “The Tree of Life” estaria entre os dois primeiros casos, mas ainda é um filme muito polarizado para termos certeza de sua entrada na categoria. “The Ides of March” poderia ter sua campanha para melhor filme revitalizada com uma (merecida) indicação aqui.

O terceiro caso é quando o filme não possui nenhuma atuação individual forte (ou apenas uma), mas possui um elenco coeso. Nesse caso é também a interpretação que muitos acreditam ser o verdadeiro objetivo da categoria, especialmente na hora do anúncio do vencedor: Apontar os melhores filmes do ano, já que os atores são os profissionais em maior número na Academia (25%). É aí que “War Horse”, “Extremily Loud and Incredibly Close” e, “Moneyball” podem entrar.

ATOR

George Clooney, “The Descendents”
Jean Dejardin, “The Artist”
Michael Fassbender, “Shame”
Brad Pitt, “Moneyball”
Michael Shannon, “Take Shelter”
6- Gary Oldman, “Tinker, Taylor, Soldier, Spy”

Análise & Torcida

A corrida parece ter ficado restrita a sete nomes. Destes meu favorito supremo é Fassbender, e fico feliz de ver ele um tanto consolidado. Uma indicação aqui praticamente garantiria seu lugar no Oscar, mas ainda temos o fato do filme ser bem forte. Dos 3 atores tidos como garantidos, eu gosto muito da atuação “no ponto” do Clooney, e o Pitt carrega o filme nas costas, mas não ficaria especialmente triste de ver ele fora. Eu até gosto de Dejardin, e de Oldman que ainda é o favorito para a quinta vaga, mas preferia muito ver dois atores que adoro entrar por filmes que ainda não vi (Di Caprio por “J. Edgar” e Shannon). Surpresas podem vir por Ryan Gosling (“Drive” ou até “The Ides of March”) ou Woody Harrelson (“Rampart “)

ATRIZ

Glenn Close, “Albert Nobbs”
Viola Davis, “The Help”
Meryl Streep, “The Iron Lady”
Charlize Theron, “Young Adult”
Michelle Williams, “My Week with Marilyn”
6- Rooney Mara, “The Girl With the Dragon Tatoo”

Análise & Torcida

Streep, Williams e Davis são garantidos. Davis consegue superar sua personagem e merece a indicação, mas acho que não ganha força para levar os prêmios. Williams consegue reencarnar Monroe e seria favoritíssima ao prêmio se Streep não tivesse na disputa pelo filme certo e na hora certa, depois de perder na reta final por duas vezes consecutivas. Como a atuação entregou todo o potencial (aparentemente, pois ainda não temos muitas críticas), deve levar mas diria que Williams ainda está no páreo.

Pelas outras vagas, Theron ganhou força e parece cada vez mais como garantida enquanto Close antes tida como favorita à vitória perdeu terreno e ainda não foi lembrada pelas listas de críticos. Uma indicação aqui consolida esses nomes e poderia dar força para Tilda Swinton, fantástica em “We Need to Talk About Kevin” que tem ganho momentum entre os críticos. Em menor grau, um nome que aparece é o de Kirsten Davis, por “Melancolia”. Se ela (que nunca foi indicada para um dos grandes prêmios americanos) entrar aqui pode muito bem fazer sua estreia no Oscar. Elizabeth Olsen por “Martha Marcy May Marlene” e Mara pelo filme de Fincher, ainda uma incógnita são os únicos nomes que podem entrar sem causar uma grande surpresa.

ATOR COADJUVANTE

Albert Brooks, “Drive”
Patton Oswalt, “Young Adult”
Brad Pitt, “The Tree of Life”
Christopher Plummer, “Beginners”
Kevin Spacey, “Margin Call”
6- Max Von Sydow, “Extremily Loud and Incredibly Close”

Análise & Torcida

Parece que o único garantido e favorito para todos os prêmios é Plummer. Depois dele, só Brooks ganhou forte atenção da crítica e pode ser o “representante” de “Drive” na corrida pelos prêmios, apesar de soar mais como uma indicação de carreira. Não sou fã de Brooks em “Drive”, mas sou apaixonado por “Beginners”, e a atuação de Plummer é deliciosa.

As outras vagas ainda estão em aberto. Oswalt é o que parece mais certo. Pitt pode conquistar uma segunda indicação pelo filme de Malick, Von Sydow pode entrar pelo filme do Daldy ainda pouco comentado, Ben Kingsley é um dos favoritos por sua interpretação de Georges Méliès em “Hugo”, Kenneth Branagh está no páreo como Laurence Olivier em “My Week with Marilyn” e Kevin Spacey pode entrar tanto por “Margin Call” ou ainda por uma das melhores comédias americanas do ano, “Quero matar meu chefe”. Ainda aparecem com chances pequenas Nick Nolte por “Querreiro”, Andy Serkins (“Planeta dos Macacos: A Origem”) e Jonah Hill (“Moneyball”) e Armie Hammer por “J. Edgar “, além de Philip Seymour Hoffman e Paul Giamatti por “The Ides of March”

ATRIZ COADJUVANTE

Bérénice Bejo, “The artist”
Jessica Chastain, “The Tree of Life”
Vanessa Redgrave, “Coriolanus”
Octavia Spencer, “The Help”
Shailene Woodley, “The Descendents”
6- Melissa McCarthy, “Bridesmaids”

Análise & Torcida

A única que me parece certa é Spencer. Redgrave deve entrar mas ainda me soa um pouco incógnita e o problema de Chastain é o número elevados de filmes em que ela possui chances, e tanto o SAG quanto o Oscar limitam a indicação de um papel por ator em cada categoria. Ela tem mais chances de entrar por “The Help”, mas creio que os atores podem achar que “The Help” já tem sua representante em Spencer.

Woodley me parece um tanto segura também num papel que não oferece muitos riscos, mas é uma atuação certeira de uma atriz juvenil em um filme muito elogiado. Bejo cresceu e para mim é a melhor coisa de “The Artist”. Ela pode sofrer porque seu papel é tão fundamental que pode ser considerado protagonista. Esse foi o problema aliás de Keira Knightley que é semi-coadjuvante em “A Dangerous Method”, e acho que teria boas chances nessa categoria numa atuação meio Oscar bait, meio sensacional, mas o estúdio está vendendo ela como protagonista. O Oscar costuma “desrespeitar” essas indicações de estúdios, mas o SAG geralmente segue a risca.

Se alguma dessas não se assegurar possuem boas chances de entrar Melissa McCarthy por “Missão Madrinha de Casamento” (um filme que odeio ) e Carey Mulligan por quem estou torcendo muito, seja por “Drive”, seja por “Shame”, sua melhor atuação e a que acho que pela qual tem mais chances. Judi Dench foi citada em alguns cantos por “J. Edgar” e possui pequenas chances como Janet McTeer por “Albert Nobbs”.

1 Comment

Filed under Cinema

One response to “Previsões para indicações ao SAG 2012

  1. Hello, all is going nicely ɦere and ofcourse everү one is sharing informatіߋn, that’ѕ genuinely good, қeep up writing.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s