A primeira vez

Burger King as três e meia da manhã
Vibrações esquisitas tomando conta
Atravessar ruas escuras, tortas;
Esquinas suntuosas, sugestivas;
Chamando em alta voz o perigo

Vendendo tudo em qualquer canto
Comprando a alma em prestações
Com cores nunca antes vistas na vida
Fazendo jus aos anos de memória do futuro
Esperanças, anseios, um quase desespero

O vento cortante assoprava
O seu fantasma atrás de mim
Proud Mary Keep on burnin’
A trilha sonora de uma noite
Que permanece na memória a vida toda

Seus canais, suas praças, seus bondes
Quero ver suas flores, sua rainha
Estudar arte, morar num albergue
Algo se preencheu e nunca mais abandonou
Me entregar completamente, pertencendo-te.

Leave a comment

Filed under Originais, Poemas

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s